Primavera na Holanda: visite o Keukenhof!

Keukenhof ou Jardim das Tulipas é a imagem que costuma vir em mente como pensamos na primavera na Holanda. Um dos cartões postais mais procurados por turistas,  do país Keukenhof é o parque mais famoso – e característico – do país, que é por sua vez o maior produtor de tulipas do mundo.

Um “detalhe” importantíssimo que torna o Keukenhof ainda mais especial é que ele só abre especificamente durante a primavera, entre março e maio. As fileiras de sete milhões de bulbos atingem o ápice da floração em meados de abril. Em 2018 a temporada começou dia 22 de março e vai até o dia 13 de maio. Cada ano elege-se um tema diferente e o deste é “Romance” – bastante adequado pela qualidade sempre idílica dos jardins.

Muito se fala sobre a beleza do Keukenhof, mas geralmente pouco se comenta sobre a sua história. A origem da palavra e a história do local estão entrelaçadas. Hof significa jardim em holandês, o que é lógico, mas  Keuken significa… cozinha! Curioso, não?  O nome remete ao século XV onde o espaço dos jardins era ocupado pelo castelo Teylingen, da condessa Jacoba van Beieren. No entorno deste suntuoso castelo existia uma flora e fauna ricas – exploradas para caça e colheita de ervas aromáticas utlizadas na cozinha do castelo. Agora o “jardim da cozinha” faz mais sentido, certo? Saber disso certamente vai enriquecer a sua visita com uma nova dimensão sensorial!

Foi em 1857 que a região começou a se transformar no parque que seria Keukenhof, na mão dos paisagistas Jan David Zocher e seu filho Louis Paul Zocher, que projetaram os jardins. Mas foi só em 1949 que o local foi associado  às flores de bulbo, quando alguns produtores sugeriram a expor sua produção nos jardins, Assim, em 1950 que nasceu oficialmente a primeira exposição de Keukenhof. 

O parque é gigantesco e fica realmente lotado, mas o melhor horário para visitar este pedacinho de paraíso na terra é logo que abre, ou nas horas próximas ao encerramento das atividades. É possível chegar no Keukenhof a partir de várias cidades holandesas, e o parque fica a menos de uma hora de Amsterdã. Vale a pena destinar todo um dia para esta experiência fantástica e inesquecível!